Consiste na aplicação de uma barreira com geomembrana de PEBDL sobre a superfície da lagoa, formando uma calota que expulsa a contribuição da água da chuva.

EXECUÇÃO

A barreira é colocada sobre a superfície da lagoa (já cheia) e ancorada (fixada) em todo o seu perímetro. Posteriormente é feita injeção de ar comprimido (pressurização) entre a geomembrana e a superfície líquida, formando a calota. Esta pressurização mantém a calota estável sempre com a mesma pressão, através de um sistema automatizado que regula esta, insuflando ar (enchendo), cada vez há perda, e liberando (esvaziando), cada vez que há aumento da mesma (aquecimento).

VANTAGENS

  • Evita a contribuição de água da chuva no reservatório
  • Redução dos custos mensais de tratamento de efluente ou chorume
  • Redução ou eliminação completa do odor
  • Evita “contaminação” do reservatório em casos de armazenagem de produtos a serem industrializados

APLICAÇÕES

  • Lagoas de tratamento de efluentes
  • Lagoas de tratamento de chorume
  • Reservatórios de melaço ( ou mel ) de cana de açúcar

FOTOS

Equipes capacitadas e experientes

Atendimento as normas vigentes

Acompanhamento técnico de Engenheiro Civil habilitado no CREA

Gostou desta solução?
Faça um orçamento aqui: