CASES

CONSTRUÇÃO DE LAGOAS DE TRATAMENTO DE EFLUENTE DE INDUSTRIA DE LATÍCINIOS

No ano de 2020 a Geossintec foi contratada para realizar a construção de duas lagoas, sendo uma de equalização e outra de aeração, que hoje fazem parte e implementam o sistema de tratamento de efluente de uma cooperativa de laticínios.
Um sistema de tratamento é composto por processos físicos, químicos e biológicos, que ao final, devolvem a água à natureza em condições apropriadas de forma a não causar prejuízos à fauna e flora no meio em que estão inseridas.
Para a construção das lagoas de tratamento, é necessário o acompanhamento de empresa com corpo técnico capacitado em todas as etapas do processo, que envolvem: elaboração de projeto executivo, topografia, terraplanagem, controle tecnológico de compactação do solo, montagem de sistema de drenagem, instalação de geossintéticos, execução de ensaios e elaboração de relatório.

SERVIÇOS

Projeto Executivo: O projeto executivo detalhou as dimensões das lagoas, posicionamento e dimensões do sistema de drenagem de líquidos e gases, posicionamento das caixas de saída da lagoa de aeração, ancoragem e tipos de solda da Geomembrana PEAD, além de estarem especificados os materiais e componentes que foram utilizados na execução da obra.

Topografia: Os serviços de topografia foram essenciais para a implantação das lagoas. Inicialmente foi realizado um levantamento planialtimétrico na área onde seriam executadas as lagoas. Após, foi realizado a locação da obra, ou seja, a demarcação no terreno dos principais pontos da lagoa e ao final da terraplanagem, com a elaboração do As Built foi possível verificar as dimensões e volumes das lagoas, conforme executado.

Serviços de Terraplanagem (corte, carregamento, espalhamento e compactação do solo): O solo para a construção das lagoas foi obtido do próprio terreno, através de compensações entre corte e aterro. A movimentação de terra foi em torno de 6.000 m³.

Controle Tecnológico de Compactação do Solo: Para a realização do controle tecnológico, inicialmente procedeu-se com a caracterização do solo que é realizada antes do início da compactação do solo. A partir do resultado deste ensaio, pode-se posteriormente analisar os ensaios de compactação do solo, que foram realizados através da determinação da massa específica aparente do solo in situ com emprego de cilindro de cravação. Este ensaio foi realizado para cada camada de 30 cm de solo lançada na construção das lagoas.

Drenagem de Líquido: Para detecção de eventuais vazamentos que poderão ocorrer durante a utilização das lagoas, foi construído um sistema de drenagem de líquidos na parte central do fundo das lagoas, o qual é conectado ao tubo de inspeção. Este dreno central é denominado dreno principal e é composto por geotêxtil não-tecido, brita e tubo PEAD corrugado.

Drenagem de gases: Devido a formação de gases das lagoas, é necessário a instalação de um sistema que os elimine. Uma lagoa sem dreno de gás está sujeita ao rompimento da geomembrana. Para a execução do sistema de drenagem de gases utilizou-se Geocomposto Drenante.

Revestimento: Foi instalado um sistema de revestimento com geomembrana PEAD 1,50 mm. Antes da aplicação da geomembrana a superfície estava regularizada, isenta de pedras e raízes e toda instalação seguiu as orientações da NBR 16.199. Foram realizados todos os testes para verificar a qualidade da instalação.

Caixas de saída: Foram instaladas novas caixas de concreto armado para encaminhar o efluente da lagoa de aeração para o decantador. Não houve necessidade de instalar caixas de entrada nas lagoas pois a tubulação é apoiada sobre o terreno.

Comissionamento: Ao final de todos os serviços foi dado início a operação das lagoas. Reunimos a documentação em um databook onde constam: Projeto Executivo, Relatório de Instalação, Ensaios de Solo, Diários de Obra, As Built, Certificados de Qualidade e Termo de Entrega da obra.

QUANTITATIVOS

• Dimensão das Lagoas:
• Lagoa de Aeração: 49,0 m x 25,0 m x 5,50 m (compr. x larg. x prof.);
• Lagoa de Equalização: 15,0 m x 15,0 m x 4,00 m (compr. x larg. x prof.);
• 6.000 m³ – Movimentação de Solo (corte/aterro);
• 3 uni – Caixas de concreto armado (1,20 m x 1,20 m x 1,20 m);
• 45,0 m – Dreno de líquidos;
• 125,0 m – Dreno de gases;
• 2.450,0 m² – Geomembrana PEAD 1,50 mm;

FOTOS

Equipes capacitadas e experientes

Atendimento as normas vigentes

Acompanhamento técnico de Engenheiro Civil habilitado no CREA

Gostou desta solução?
Faça um orçamento aqui:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *