BLOG

Compreenda o que são as Geomembranas PEAD e PEBDL e quais as suas principais aplicações

Desde a década de 70, buscam-se alternativas para conter o escoamento de substâncias liquidas agressivas ao meio ambiente. Habitualmente utilizava-se argila compactada como barreira impermeabilizante, porém tal solução apresentava algumas dificuldades. Com o desenvolvimento da tecnologia e surgimento de novas soluções, a partir da década de 80 iniciou-se o uso da geomembrana como substituição da argila, difundindo-se no Brasil apenas na década de 90.

A terminologia “geomembrana” é definida pela NBR ISO 10318 (ABNT, 2018) como uma barreira geossintética polimérica de estrutura plana, industrialmente fabricada, constituída de materiais geossintéticos e que atua como barreira impermeabilizante. Tem como sua principal matéria prima o PEAD (Polietileno de Alta Densidade) ou PEBDL (Polietileno de Baixa Densidade Linear), além da adição de negro de fumo, termo estabilizantes e antioxidantes.

Figura 1 – Geomembrana Texturizada
Figura 1 – Geomembrana Texturizada

O controle de qualidade das Geomembranas é especificado pela norma internacional GM 13 do GRI (Geosynthetic Research Institute) através de tabelas que apresentam requisitos quanto as propriedades tanto das Geomembranas Lisas quanto Texturizadas (em uma ou duas faces). Quando o material é fabricado e testado de acordo com as especificações apontadas pela norma, o mesmo recebe o certificado de qualidade GM 13, aprovando os resultados dos ensaios de espessura, densidade, resistência à tração na ruptura e no escoamento, resistência ao rasgo, resistência ao puncionamento, conteúdo de negro de fumo, dispersão de negro de fumo e altura da textura para geomembranas texturizadas.

Em sua fabricação, as Geomembranas passam pelo processo de extrusão através de matriz plana ou matriz balão e são fornecidas ao cliente em bobinas com 5,90 m de largura x 100 ou 50 m de comprimento. A Geomembrana de PEAD/PEBDL demonstra elevado desempenho quando utilizadas como proteção impermeabilizante em decorrência de seu baixíssimo coeficiente de permeabilidade e possuem diversos tipos de aplicação.

  • Aterro Sanitário: Age como uma barreira contra infiltrações e no caso de Geomembranas Texturizadas, aumenta o atrito entre o rejeito e a cobertura.
  • Mineradoras: A Geomembrana tem como função impedir que os rejeitos alcancem os cursos d’água, possui grande resistência química e não reage quimicamente com o rejeito.
  • Estação de Tratamento: A Geomembrana resiste aos componentes químico presentes e evita a contaminação do solo e da água.
  • PCHs: Atua como um obstáculo à infiltração de água no concreto e a corrosão do aço da estrutura.
  • Canalização: A Geomembrana detém o vazamento e consequente perda de água e devido ao baixo atrito entre efluente/geomembrana, gera aumento da velocidade de escoamento da água.
  • Piscicultura: A Geomembrana impede a infiltração da água no solo, o carreamento da ração para o subsolo e a erosão dos taludes devido a colisão dos peixes nas paredes dos tanques.
  • Reservatório de Irrigação: Impossibilita a infiltração da água no solo.
  • Esterqueira: A Geomembrana age impedindo a contaminação do solo, do lençol freático e evita proliferação de doenças.
  • Biodigestor: A Geomembrana utilizada no fundo evita a perda de nutrientes dos fertilizantes e na cobertura tem a função de reservar o biogás.

Para uma correta instalação da geomembrana, deve-se seguir os parâmetros estabelecidos pela ABNT NBR 16199 com o objetivo de garantir a qualidade da obra como um todo. Um aspecto de extrema importância quanto a instalação da geomembrana está na preparação da superfície de apoio, a mesma deverá estar lisa e livre de objetos pontiagudos, de pedras, de material orgânico, madeira e quaisquer outros que possam danificar a geomembrana.

 

Uma instalação de êxito deve seguir os seguintes passos:

  1. Análise conjunta do projeto executivo do revestimento por engenheiros, instalador, projetistas e cliente;
  2. Análise dos desenhos para definição do plano de corte dos painéis e das técnicas de instalação que serão necessárias no caso em questão;
  3. Visita ao local da obra para comparar o local da obra com os projetos;
  4. Reunião conjunta de engenheiros e instaladores para revisão das etapas do trabalho;
  5. Antes de sair para a obra, os soldadores devem ser checados quanto às técnicas de instalação que irão aplicar. Na obra, os soldadores devem revisar os equipamentos de solda* e fazer soldas teste, que serão submetidas a ensaios de verificação;
  6. Os instaladores devem executar a pré-montagem dos vários elementos construtivos;
  7. Durante a instalação, os soldadores devem executar os ensaios das soldas, conforme NBR 16199;
  8. Concluída a instalação, deve-se fazer uma revisão geral do sistema revestido e executar testes extras de estanqueidade, se necessário ou solicitado;
  9. Os inspetores de controle de qualidade da empresa fiscalizadora devem realizar a inspeção final de entrega dos trabalhos de instalação.

A NBR 16199 apresenta os requisitos para execução das soldas em Geomembrana, tais como: execução de linha dupla de termofusão; sempre no sentido de maior inclinação do talude; transpasses devem respeitar a distância mínima de 7,5 cm; em casos de extrusão, deve ser realizado limpeza do local de aplicação.

Figura 2 – Solda por Termofusão (Fonte: Engepol)
Figura 2 – Solda por Termofusão (Fonte: Engepol)
Figura 3 – Solda por Extrusão (Fonte: Engepol)
Figura 3 – Solda por Extrusão (Fonte: Engepol)
Figura 4 – Instalação de Geomembrana PEAD em Lagoa de Tratamento de Efluentes por Geossintec
Figura 4 – Instalação de Geomembrana PEAD em Lagoa de Tratamento de Efluentes por Geossintec
Figura 5 – Instalação de Geomembrana PEAD em Lagoa de Tratamento de Efluentes por Geossintec
Figura 5 – Instalação de Geomembrana PEAD em Lagoa de Tratamento de Efluentes por Geossintec
Figura 6 – Instalação de Geomembrana PEAD em Lagoa de Tratamento de Efluentes por Geossintec
Figura 6 – Instalação de Geomembrana PEAD em Lagoa de Tratamento de Efluentes por Geossintec
Figura 7 – Instalação de Geomembrana PEAD em Lagoa de Tratamento de Efluentes por Geossintec
Figura 7 – Instalação de Geomembrana PEAD em Lagoa de Tratamento de Efluentes por Geossintec

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *