top of page

Inovação e eficiência: a contribuição da Geossintec na obra da EMASA

Atualizado: 6 de jun.

Você sabia que a qualidade da água que você consome ou usa para se banhar pode afetar diretamente a sua saúde e a do meio ambiente? Pois é, a água é um recurso essencial para a vida, mas também pode ser uma fonte de doenças e poluição se não for tratada adequadamente. 


Reforma do tanque aerado do sistema de lodos ativados da ETE Nova Esperança com acompanhamento da Geossintec

Esse era o problema que afetava a região de Balneário Camboriú, em Santa Catarina, onde a balneabilidade da praia central estava comprometida pela baixa eficiência no tratamento de esgoto. Segundo dados da Fundação do Meio Ambiente (FATMA), apenas 18% do esgoto coletado na cidade era tratado, o que resultava em um alto índice de coliformes fecais, produtos químicos e poluentes na água do mar e do Rio Camboriú, que abastece a região. 


Essa situação colocava em risco a saúde pública e o meio ambiente, pois a água contaminada pode causar doenças como diarreia, hepatite, cólera, febre tifoide, entre outras. Além disso, a poluição afeta a biodiversidade marinha, prejudica a pesca, o turismo, e a qualidade de vida da população. 

 

Como resolver? A participação da Geossintec na obra da EMASA


Para resolver esse problema, a Empresa Municipal de Água e Saneamento (EMASA) iniciou em 2020 um projeto ambicioso: a construção de um novo sistema de tratamento de esgoto, que elevou a eficiência de 18% para 90%, atendendo aos padrões exigidos pela legislação ambiental. 


O projeto consistiu na implantação de um tanque aerado, que utiliza micro-organismos para degradar a matéria orgânica presente no esgoto, reduzindo a carga poluidora e melhorando a qualidade da água. O tanque tem capacidade para tratar 1.500 litros por segundo, o que corresponde a 90% do esgoto coletado na cidade. 


Para garantir que o tanque aerado funcionasse de forma eficaz e segura, era necessário executar uma boa drenagem de líquidos, gases e impermeabilizar o seu fundo e as suas paredes, evitando vazamentos e infiltrações que pudessem comprometer o processo de tratamento. Foi aí que entrou a Geossintec, uma empresa especializada em soluções geossintéticas, que foi contratada para fiscalizar a instalação da impermeabilização com geomembrana PEAD.



Veja como o Diretor Comercial da Geossintec, o Maicon Medeiros, resumiu a atuação da empresa nesta obra incrível. Ele menciona também a participação de um importante parceiro de negócios da sua empresa, a Wenderburg, e qual foi a sua atuação na obra:

"Essa obra contou com uma fiscalização e a realização dos ensaios conforme NBR 16199, ART, Databook e os projetos executivos que foram realizados pela Geossintec. A parte de terraplanagem e execução da geomembrana foi realizada pela empresa WENDENBURG, uma grande parceria da nossa empresa."


A solução 


A geomembrana PEAD é um material plástico resistente e flexível, que forma uma barreira impermeável entre o solo e o líquido. Ela é utilizada em diversas aplicações, como aterros sanitários, reservatórios de água, canais de irrigação, e, claro, tanques de tratamento de esgoto. 


A Geossintec foi a responsável por elaborar o projeto executivo, fiscalizar a instalação da geomembrana PEAD, proteger o material contra danos mecânicos, e implantar um sistema de drenagem de gases. Além disso, a Geossintec elaborou o relatório final e o as-built da obra, documentando todas as etapas e garantindo a qualidade do serviço. 


A obra da EMASA foi concluída em 60 dias, um prazo recorde para uma obra pública desse porte. Esse resultado foi possível graças à competência e ao comprometimento da Geossintec, que demonstrou ser uma empresa de referência no mercado de geossintéticos, com mais de 20 anos de experiência. 


Resultados e impactos 


A obra da EMASA, que contou com a participação vital da Geossintec na impermeabilização com geomembrana PEAD, trouxe benefícios significativos para a região de Balneário Camboriú, tanto do ponto de vista ambiental quanto social.



Com o novo tanque aerado, a capacidade de tratamento de esgoto da cidade aumentou de 270 litros por segundo para 1.500 litros por segundo, o que representa um salto de 18% para 90% de eficiência. Isso significa que a maior parte do esgoto coletado na cidade passa por um processo de degradação biológica, que reduz a carga orgânica e elimina os micro-organismos patogênicos. 


O resultado é um esgoto tratado que atende aos padrões de qualidade estabelecidos pela legislação ambiental, e que pode ser devolvida ao Rio Camboriú sem causar danos ao ecossistema. Além disso, a obra também contribuiu para a melhoria da balneabilidade da praia central, que passou a apresentar índices de coliformes fecais dentro dos limites aceitáveis para o banho de mar. 


Esses resultados têm um impacto positivo na saúde pública e na qualidade de vida da população, pois reduzem os riscos de doenças transmitidas pela água, e aumentam o bem-estar e o lazer dos moradores e dos turistas. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o saneamento básico é um direito humano essencial, e está diretamente relacionado à redução da mortalidade infantil, à prevenção de epidemias, e à promoção da dignidade humana. 


A obra da EMASA também teve um impacto econômico na região, pois gerou empregos, movimentou o comércio local, e valorizou os imóveis. Além disso, a obra atraiu a atenção de investidores e de outras cidades, que se interessaram pelo modelo de gestão e de execução do projeto, que foi considerado um exemplo de inovação e eficiência em obras públicas. 



Conclusão 


Como você pode ver, a obra da EMASA foi um marco na história de Balneário Camboriú, e contou com a participação fundamental da Geossintec, uma empresa que se destaca pela qualidade e pela experiência em soluções geossintéticas, como a impermeabilização com geomembrana PEAD. 


Se você se interessou pelo assunto, e quer saber mais sobre a obra da EMASA, a atuação da Geossintec, e a importância do saneamento básico para o meio ambiente e para a sociedade, nós convidamos você a visitar os sites da EMASA e da Geossintec, que estão nos links abaixo. Lá, você vai encontrar mais informações, fotos, vídeos, e depoimentos sobre esse projeto incrível. 


Também queremos ouvir a sua opinião sobre esse tema. Você acha que o saneamento básico é uma prioridade para o Brasil? Você conhece outras obras ou iniciativas que visam melhorar a qualidade da água e do esgoto no país? Você já teve alguma experiência com a geomembrana PEAD ou outros geossintéticos? Deixe o seu comentário, e vamos conversar sobre sustentabilidade e infraestrutura ambiental. 


Referências

 

bottom of page